Projeto Cozinha Ativa


PROJETO – COZINHA ATIVA
OBJETIVO GERAL: Transformar a cozinha da ACC, que trabalha focada em alguns eventos, em uma cozinha ativa, com o objetivo de comercializar os produtos, cuja arrecadação será totalmente revertida para o atendimento gratuito de aproximadamente 3500 pacientes oncológicos de Marília e Região, na compra de suplementos alimentares, medicamentos, cestas básicas, fraldas geriátricas, cadeiras de roda, perucas, bengalas e outros itens inerentes ao tratamento,
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Envolver o PARCEIROS, na doação de ingredientes para a produção de
Bolachas de Nata
Besliscão
Rosca de Calabresa
Torta de Frango
Pão de Mel
Tornando-a produtiva, colaborando para que a Instituição se torne autossustentável.
Executar o cronograma do Projeto Cozinha Ativa.
As atividades da cozinha acontecerão semanalmente, todas às 5as. Feiras, exceto nos meses com feriados nesse dia.
Tipos de alimentos a serem produzidos: pão de mel, rosca de calabresa, torta de frango, bolachas de nata, beliscões, pizza e outros.
A produção será desenvolvida por voluntários.
O resultado esperado beneficiará os pacientes que recorrem a ACC, durante todo o tratamento.
6- Em contra partida, a empresa parceira terá a divulgação de sua logomarca nas mídias escritas, faladas e televisionadas sempre que houver divulgação dos eventos da entidade em consonância com esta parceria.
JUSTIFICATIVA
A ACC é uma instituição voluntária sem fins lucrativos, que tem por missão atender com humanidade e solidariedade os pacientes com câncer que buscam a Entidade.
Como demonstra o Estatuto e Plano de Trabalho anexo a esse Projeto, os casos da doença têm aumentado muito, e a demanda pelo atendimento psicológico, nutricional e de assistência social, e especialmente a retirada de cestas básicas, medicamentos, suplementos e outros itens, aumentou na mesma proporção. Tendo em vista ainda a atual situação econômica do país, o projeto tem por objetivo principal dar continuidade ao trabalho que a ACC realiza em Marília e região desde junho de 1992, integralmente, e aos poucos buscar a auto sustentabilidade.